DR4 Ferramentas
 Começando
 Lugares Famosos
 Obtenha Imagens
 Movendo o Céu
 Ferramentas Visuais
 Busca
 Object Crossid
     - Upload
     - Speclist
 CasJobs
Imaging CrossID Upload for DR4

Veja abaixo ajuda sobre como preencher o formulário crossID upload.

Tipo de Busca
Raio da busca [arcmin] (Max 3.0 arcmin)
Número de colunas precedentes sem dados

 
Copie e cole a lista de upload contendo ra,dec ou run,rerun,camcol,field,obj aqui:

Ou faça um upload de um arquivo texto

 
Digite seu SQL query aqui (veja abaixo, para ajuda).

 
Formato HTML XML CSV

 

CrossID: Ajuda

Esta página faz identificações cruzadas dinâmicas entre objetos fotométricos do SDSS e uma lista definida pelo usuário de posições de objetos ou objIDs (identificação em 5 partes do objeto do SDSS contendo run,rerun,camcol,field,obj) Você pode até juntar a lista de upload com espectros (SpecObj) se você quiser informação espectroscópica. Clique aqui para um exemplo.

Para evitar congestionamento do servidor, o tamanho do arquivo de upload é limitado a 80KB e o raio (para buscas ra/dec) é limitado a 3 arcmin. A busca crossid vai estourar o tempo depois de 600 secs e os dados resultantes não podem exceder 100000 objetos. Veja a página Query Limits. Se houver problemas, envie a sua lista em partes.

Formato da lista de uploads:
Você tem as seguintes opções:
  1. Lista de pares (ra,dec) ou list de objIDs (run,rerun,camcol,field,obj)
    Sempre, ra vem primeiro, seguida de dec. Tanto ra quanto dec devem estar em graus. O separador pode ser qualquer espaço em branco ou uma vírgula. O objID deve ser o identificador de 5 partes do SDSS, i.e. run, rerun, camcol, field e obj, não os objID longos de 64 bits.
  2. Lista de outros campos precedentes [non-data] seguidos de (ra,dec) ou (run,rerun,camcol,field,obj).
    Os campos devem sempre estar nesta ordem. As colunas precedentes podem ser quaisquer campos que você queira ver repetidos no resultado da busca. Mas o número de colunas precedentes deve ser especificado no segundo parâmetro acima. O exemplo padrão mostra uma coluna precedente ("nome"). Tanto ra quanto dec devem estar em graus. O separador pode ser qualquer espaço em branco ou uma vírgula.
  3. Idem, com uma única linha de cabeçalho
    Os formatos (1) e (2) podem também conter uma única linha de cabeçalho, contendo os nomes das colunas. O cabeçalho deve usar os mesmos separadores dos dados. Os nomes ra and dec or run,rerun,camcol,field and obj são obrigatórios.
  4. Listas no formato IRSA Gator
    Para detalhes veja o website IRSA.
Você precisa copiar-e-colar a lista na caixa de texto ou então fazer o upload do arquivo texto. Várias extensões (.txt, .dat, .csv, .tbl) são permitidas desde que o tipo MIME não se confunda. Arquivos binários não são aceitos.

Se tanto a caixa de texto quanto o arquivo para upload forem especificados, o arquivo tem precedência.

Criando uma busca na janela de query:
Adicione ou remova os campos que você quer que sejam retornados na lista SELECT, e adicione mais restrições à cláusula WHERE, se você quiser (precedido por um operador booleano). Se a sua busca não inclui um campo p.objID no SELECT, ele será automaticamente adicionado, pois a seleção com a lista de upload é feita com base no objID. Você pode substituir PhotoTag por Galaxy, Star, ou qualquer outro "photo view" or "table" se você quiser restringir o tipo de objeto a ser selecionado. Lembre que PhotoTag em geral será mais rápida porque é uma tabela mais "fina" (mais linhas cabem no cache); portanto - a menos que você precise dos campos das tabelas maiores, use PhotoTag (com uma restrição de modo ou tipo, se necessário). Garanta que a photo table/view esteja referida como 'p'.
Não modifique as partes #x e #upload da cláusula FROM. O upload não funcionará .

Usando a janela de query para buscar informações espectroscópicas.
Você pode, se desejar, juntar sua lista de upload com os espectros encontrados (tabela SpecObj), incluindo um "join" com a tabela SpecObj e adicionando campos specobj à lista de SELECT na busca. Um exemplo de busca modificada é mostrado abaixo (modificações em negrito). Essa busca procura o redshift de cada espectro que se relaciona com um objeto de imageamento (i.e., SpecObj.bestobjid = PhotoObj.objid).

SELECT
p.objID, p.ra, p.dec,
dbo.fPhotoTypeN(p.type) as type,
p.modelMag_u, p.modelMag_g, p.modelMag_r, p.modelMag_i, p.modelMag_z
, s.z       -- return the redshift from matching spectrum
FROM #x x, #upload u, PhotoTag p, SpecObj s
WHERE u.up_id = x.up_id and x.objID=p.objID and s.bestobjid=p.objid
ORDER BY x.up_id

Note que apenas aqueles objetos que têm espectro na tabela SpecObj serão retornados neste caso, a não ser que você faça um left outer join assim:

SELECT
p.objID, p.ra, p.dec,
dbo.fPhotoTypeN(p.type) as type,
p.modelMag_u, p.modelMag_g, p.modelMag_r, p.modelMag_i, p.modelMag_z
, ISNULL(s.z,-9999)       -- return the redshift from matching spectrum
FROM #x x, #upload u, PhotoTag p
LEFT OUTER JOIN SpecObj s ON s.bestobjid=p.objid
WHERE u.up_id = x.up_id and x.objID=p.objID
ORDER BY x.up_id

Isso retornará todos os objetos com redshift -9999 quando não há espectro associado (o default é 0 sem a cláusula ISNULL, o que é um engano, uma vez que 0 é um redshift válido).


As buscas de CrossID são limitadas a 600 segundos e 100000 linhas. Veja a página de Query Limits.