Projetos do DR7
 Básicos
     - Caça Tesouro
     - O Universo
     - Asteróides
     - Tipos de Estrelas
     - Cor
     - Galáxias
 Avançados
 Desafios
 Para Crianças
 Jogos e Competições
 Links para Outros
Asteróides
 Objetos Móveis
 Como Encontrar
 Os Asteróides
 Encontre!
 Caça aos Asteróides

Objetos Móveis

A maioria dos objetos que o SDSS observa está tão longe que parecem não se mover. Grande parte das estrelas no céu se movem muito lentamente, você não notaria nenhuma mudança significativa nem mesmo se ficasse observando durante toda a sua vida.

Mas alguns objetos estão muito mais perto da Terra, o que faz com que se movam muito mais rápido ao longo do céu noturno. Os planetas se movem no céu - a palavra "planeta" vem da palavra grega para "errante". Se você olhar cuidadosamente, pode ver que os planetas se movem uma noite após a outra. Com um telescópio grande, pode ver os planetas se movendo bem na sua frente!

Os planetas são os maiores e mais famosos objetos que se movem no céu. Mas quando o nosso sistemas solar se formou, nem toda a matéria se combinou para formar planetas. Se um planeta tentasse se formar perto de Jupiter, seria partido ao meio pela enorme gravidade de Jupiter. Então, o Sistema Solar tem um monte de escombros, a maior parte entre as órbitas de Marte e Júpiter.

O primeiro asteróide foi descoberto em 1801 pelo astrônomo italiano Giuseppe Piazzi. Inicialmente, ele achou que tinha descoberto um cometa. Mas depois de calcular a órbita, percebeu que havia encontrado um tipo de objeto totalmente novo entre Marte e Júpiter.

Asteróides

Grande parte dos asteróides são pequenos pedaços de rochas com poucos quilômetros de diâmetro. O maior é chamado de Ceres e tem da ordem de 900 km de diâmetro. Mas asteróides grandes são raros: existem apenas 26 asteróides conhecidos maiores que 200 km de diâmetro. A massa total de todos os asteróides provavelmente é da ordem da massa da Lua.

Asteróides estão tão perto que se movem rapidamente no céu. O telescópio do SDSS obtém imagens em 5 filtros, um depois do outro. Se o asteróide está perto o suficiente, parece se mover entre os filtros. Você pode ver um asteróide movendo-se rápido enquanto as imagens vão sendo obtidas em cada filtro.

Observe como o traço vermelho está perto do verde e o traço azul está mais longe. Embora o SDSS obtém imagens usando cinco filtros, os astrônomos utilizam apenas três para fazer a imagem colorida que você está vendo. Imagens coloridas por computador são feitas através da combinação entre as figuras vermelha, verde e azul. Para fazer as figuras do SDSS, o filtro i produz a figura vermelha, o filtro r produz a figura verde e o g produz a azul. (Nota: a escolha das cores da figura para cada filtro não é relacionada com a cor de luz que o filtro observa.)

Dê uma olhada na figura abaixo, que mostra a câmera do SDSS. Observe os rótulos nos cantos superiores esquerdos dos quadrados centrais. Você pode ver que os filtros r estão próximos do filtros i, enquanto os filtros g estão localizados na parte inferior. Portanto, mais tempo se passa entre as imagens vermelha e azul do que entre as imagens verde e vermelha. O asteróide se move mais durante esse tempo. Por isso que o traço azul está tão longe dos outros traços na figura acima.

Uma figura da câmera do SDSS. Os filtros r e i estão na parte superior da câmera e os filtros g na parte inferior.
Clique na imagem para visualizá-la maior.

A maioria dos asteróides se move bem mais lentamente do que aquele mostrado acima. A maior parte não se move muito enquanto a imagem está sendo obtida e muitos nem mesmo se movem significativamente entre os filtros r e i. Mas como o filtro g está na outra parte da câmera, o asteróide vai se mover muito mais no momento em que o filtro g obtém a imagem de uma área do céu. Para um dado asteróide que se move de forma lenta, você vai ver o que parece ser um ponto amarelo (a combinação do vermelho e do verde) próximo a um ponto azul!

Clique na animação para rodá-la

A animação da direita mostra o que acontece quando os filtros do SDSS passam por uma parte do céu com um asteróide lento. O asteróide é o ponto marrom se movendo ao longo da animação. A animação mostra os filtros r, i e g da câmera varrendo o céu. (Na realidade, funciona ao contrário - as câmeras permanecem paradas enquanto o céu se move durante a noite). A câmera obtém a imagem do asteróide pelos filtros r e i (que estão próximos entre si), deixando um ponto amarelo. Quando o filtro g passa pelo asteróide, este já se moveu; aparece então um ponto azul em sua nova posição.

Na última tela da animação, o asteróide é removido, deixando apenas a imagem que seria vista pelo SDSS. Portanto, esta animação te diz como encontrar asteróides - apenas procure por um ponto amarelo perto de um ponto azul!